PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Vereador solicita ao Executivo adicional de periculosidade para conselheiros tutelares de Erechim           

Projeto prevê adicional de 30% nos salários

Por: Ascom
Fotos: Ascom
Matéria - periculosidade conselheiros tutelares

Na primeira sessão ordinária do ano, realizada na segunda-feira (17), o vereador Gilson Serafin – Pimenta (PSD) teve lido e encaminhado ao Poder Executivo seu pedido de providências referente aos conselheiros tutelares que atuam em Erechim. Nele, o parlamentar sugere que seja concedido a estes profissionais um adicional de periculosidade de 30% em seus respectivos salários. A demanda partiu dos próprios conselheiros, que, recentemente, utilizaram o espaço da Tribuna Livre na Câmara e relataram situações que justificam tal solicitação.

“Os conselheiros tutelares são profissionais que tratam de situações adversas relacionadas diretamente com a vida dos personagens envolvidos, chegando ao extremo de passarem por risco de morte em algumas situações”, afirma Pimenta, enfatizando que o adicional de periculosidade proposto seria uma maneira de recompensá-los pela dedicação no desempenho de um trabalho complexo e difícil. “Considera-se que esses profissionais exercem uma atividade que possui periculosidade, uma vez que eles se deparam diariamente com casos de conflito envolvendo menores e seus familiares”, completa.

O vereador enfatiza que muitos municípios brasileiros já concedem este adicional de 30%, proporcional ao salário dos conselheiros. “Nada mais justo que o governo municipal demonstre a valorização e o reconhecimento da importância do trabalho do Conselho Tutelar na comunidade através de remuneração compatível com as particularidades da função”, ressalta Pimenta. Após a sessão, o pedido foi encaminhado ao setor competente da Prefeitura.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade